Portal Barão Geraldo

Siga-nos no Twitter

Efetuar login | Cadastre-se, é grátis!

/ Notícias

02.02.2016

Falta de quórum impediu que fosse votado o requerimento de urgência do projeto contra o Uber, em Campinas


/assets/images/uploads/galeria/738-uber1.jpgA primeira reunião ordinária do ano legislativo de 2016 começou com a Casa cheia, nesta segunda-feira (1°), em Campinas. Cerca de 250 taxistas lotaram o plenário da Câmara para pressionar o Legislativo a acelerar a votação do projeto de lei complementar que proíbe a operação do Uber na cidade. Os vereadores também compareceram em peso, mas, ao final da sessão, restavam menos da metade. 


A falta de quórum impediu que fosse votado o requerimento de urgência do projeto contra o Uber, para a revolta dos taxistas, que vão precisar esperar para depois do Carnaval. A sessão foi encerrada sob muitas reclamações e tumulto. A categoria também ameaça “parar” a cidade.


Do lado de fora, dezenas de táxis estavam estacionados. Os taxistas fizeram fila para passar por revista e, então, ocuparem o plenário. Eles levaram faixas, cartazes e reagiam com aplausos aos sinais de apoio que recebiam dos vereadores do plenário.


“Os taxistas vieram mostrar a sua indignação com o transporte irregular que está no mundo, no País e em Campinas. Eles (Uber) vieram para cá pensando que Campinas é a casa da mãe joana, que poderiam colocar o seu sistema irregular, corruptivo, sem respeitar a lei, o Estado, nem os municípios”, afirmou o presidente do Sindicato dos Taxistas Permissionários Autônomos de Campinas, Jorge Panzani de França.


No ano passado, o Projeto de Lei de autoria do vereador Jaírson Canário (SD) já havia entrado na pauta, mas foi retirado para passar por adequações. Entrou como projeto de lei ordinária e foi alterado para projeto de lei complementar, alterando uma lei municipal já existente.


Ele apresentou o requerimento de urgência nesta segunda com o objetivo de acelerar o processo, já que havia sido discutido uma primeira vez pelo Legislativo, em sessão realizada também com a Casa cheia. Os taxistas disseram não ter a intenção de pressionar o Legislativo, mas acompanhar a votação e mostrar que a classe está indignada contra o Uber. “Esse aplicativo só veio para conturbar a tranquilidade da cidade”, afirmou França.


Se o pedido de urgência fosse aprovado, ele já poderia ser votado após o intervalo de uma sessão. O que os taxistas nem o/assets/images/uploads/galeria/973-uber2.jpg autor do projeto esperavam era que apenas 15 vereadores fossem permanecer até o final.


“Os taxistas estão revoltados com essa situação, e com razão porque vereadores viraram as costas e saíram da sessão. Faltavam apenas dois votos”, disse Canário. O vereador também chamou a atenção da categoria para que prestasse atenção nos vereadores que ficaram e nos que saíram.

Ao anúncio da sessão encerrada por falta de quórum, os taxistas se revoltaram. “Saíram de fininho. Ficaram 15 vereadores e não teve como votar a urgência. Se esconderam lá dentro para não votar. Estamos super-revoltados, e o pessoal está querendo parar a cidade na terça-feira (2). Somos 250 taxistas aqui e os vereadores saíram. Parece que estão sendo comprados pelo Uber”, disse Jorge França.


O Uber oferece transporte individual privado de passageiros com veículos especiais e a proposta de baixo custo. Canário defende que não é contra o aplicativo, mas contra o transporte clandestino remunerado. Ele diz ainda que viu com espanto o início da operação no último dia 27.


“Disseram que não tinham a pretensão de atuar em Campinas e aproveitaram o recesso do Legislativo para começar a operar na cidade, mesmo sem lei que regulamente a categoria.” Com a mudança, a expectativa é que o projeto seja votado somente depois do Carnaval.

Fonte: http://www.plaga.com.br

/ Comentários

Não há comentários para esta notícia. Seja o primeiro a comentar!

Envie seu comentário!

Para comentar esta notícia, você deve estar logado.

Caso já seja cadastrado, efetue seu login nos campos ao lado, ou clique no botão abaixo para se cadastrar!

Clique aqui para se cadastrar

Informe seu e-mail e senha nos campos abaixo para efetuar o login.

Esqueceu a senha? Clique aqui!

Portal Barão Geraldo
O Portal Barão Geraldo não se responsabiliza por qualquer dano e/ou prejuízo que o usuário possa sofrer ao realizar uma transação com os anunciantes.
(área do anunciante)